Friday, October 29, 2010

A Astrologia no mundo de hoje

No mundo ocidental de hoje a Astrologia é degradada freqüentemente à uma mera bola de cristal e levada como tendo algo haver com ciganos ou outros que ganham suas vidas em cima dos receios e dos superstições da população em geral. Há muitos dos chamados “psychics”, entre outros, que se dizem astrólogos depois de terem lido dois livros, e estes são os que degradam o nome da Astrologia não lhe dando o respeito que deve no mundo moderno.

A ciência da Astrologia vem de mais de sete mil anos originada na Índia antiga. Os mestres, sábios antigos receberam estas informações, através de canais sutis que somente uma mente muito iluminada é capaz de obter, sobre os movimentos dos corpos astrais, suas relações entre si, e como estes movimentos afetariam a vida de uma pessoa, além de, é claro, muitas outras informações. Na verdade, a Astrologia Védica é a origem absoluta da astronomia moderna. Infelizmente, a astronomia moderna, popularmente, não considera os efeitos dos movimentos dos planetas sobre os seres na Terra. Ou mesmo estes corpos celestiais em si, podem nos dar o conhecimento sobre nós individualmente e coletivamente. Muitos viram o valor da Astrologia em um nível palpável, físico, material, para compreender as áreas da vida como a carreira, finanças, relacionamentos, etc. Mas muitos não pensam de que estes fatos são parte de uma componente minúsculo da Astrologia. Existe uma finalidade mais elevada das nossas vidas que devido à esse mundo de ilusões (Maya), acabamos não prestando atenção ou não levando em consideração.

A Astrologia Védica é baseada na ciência da reencarnação, ou na transmigração da alma. De acordo com as ações nas vidas precedentes, nós usufruímos ou sofremos, nesta e futuras vidas, as conseqüências de tais ações. Se você estiver na procura de um mantra pessoa, considere este: “Para cada ação existe uma reação diretamente oposta” – 3ª Lei de Newton. A lei da Ação e Reação, também conhecida como “A Lei do Karma”. O que está para acontecer nesta vida pode ser previsto pelas posições das estrelas e dos planetas na hora do nascimento do indivíduo. Este é o Horóscopo ou Mapa Natal. Nós podemos compreender o nível da capacidade intelectual da pessoa, assim como seus talentos, potenciais, caminhos, opções e direções que o indivíduo irá passar pela vida. Assim, a pessoa pode calcular quais os passos que devem ser levados para se precaver ou maximizar tais reações. Isto não só materialmente, mas PRINCIPALMENTE em um nível espiritual.
Conseqüentemente a astrologia DEVE fazer-nos pensar sobre a nossa verdadeira natureza espiritual dentro do objetivo da vida humana, que é auto-realização. Pense nisto: Qual é o propósito de repetir o ciclo de nascimento e morte? Seria somente para mergulhar novamente no materialismo?

A Astrologia Védica nos ensina que nós não somos estes corpos, mas almas eternas, imutáveis do espírito. Somente o corpo é carregado pela alma e conseqüentemente, morre. Para a alma não há nenhum nascimento ou morte. Se eu devo deixar todas as minhas riquezas materiais para trás depois da minha morte, então o acúmulo de riquezas não é, obviamente, o objetivo da minha vida. A pessoa consciente compreende que na altura da morte, ou mesmo tudo com relação ao corpo, eventualmente, termina. Nós não podemos levar nada deste mundo conosco. E por isso, devemos nos conduzir em uma procura da descoberta do transcendental, ou melhor, da nossa natureza espiritual, porque esta é eterna.

Shakti Chourey