Thursday, May 5, 2016

Pedras Astrológicas

Pedras preciosas vem sendo usadas por séculos pela história da humanidade. Evidências arqueológicas mostram que as antigas civilizações não eram nada modestas no uso de jóias. 


Os árabes tem feiras abertas onde eles vendem as jóias que cobrem o perímetro da tenda como cortinas. 


Na Índia, principalmente, pedras preciosas também são usadas como medidas remediais contra os efeitos de algum planeta maléfico no mapa natal ou para um período planetário corrente do planeta cujo seja maléfico no mapa natal. Lá você verá que quase todo mundo que você vê na rua, está usando um anel com uma pedra preciosa. Em todos esses casos é devido a recomendação de um astrólogo. 

Mas recentemente, eu recebi uma oferta de uma parceria com uma pessoa que trabalha com jóias e pedras preciosas onde eu receitaria a pedra apropriada no metal apropriado para  um cliente e eu recomendaria a confecção da jóia com esta pessoa que me ofereceu esta parceria. 

Até aqui, tudo bem. 

No passado, eu recomendei, poucas vezes, o uso de jóias aos meus clientes, e eu sabia qual deve ser o tamanho, metal, peso, etc., que deveria prescrever dependendo do planeta e a intensidade do seu efeito. 

Esse conhecimento eu obtive através de outros astrólogos que prescreviam tais gemas e estavam bem estabelecidos no negócio. Mas hoje, eu queria pesquisar mais sobre o tamanho da pedra, em que metal ela deve ser agregada, forma, quilates, etc., para refrescar a minha memória. 

Meu conhecimento astrológico, muito dele, veio através do meu pai e meu guru Das Goravani. Mas eles não aprenderam através de alguém. Eles aprenderam através das escrituras. Onde a informação é pura. 

Obs.: A Astrologia Védica, por mais que a chamamos de védica, não está nos Vedas. A Astrologia Indiana é um Vedanga. Vedanga significa “uma parte dos Vedas”, “um braço dos Vedas”. 
Por isso, fui buscar mais informações sobre as pedras nas escrituras do Jyotish. 

E sabem o que eu achei???

NADA!

O que eu encontrei sim que eles citam as pedras, mas sobre a qualidade delas. 

Por exemplo: o “Agni Purana” e algumas outras escrituras, discutem sobre a origem destas pedras preciosas, mas não prescrevem-nas como um "remédio"! Ao invés vez disso, eles dizem que uma pedra preciosa irá aumentar ou atrair os efeitos do planeta relacionado. 

Então, se você tem um planeta que tem características maléficas no seu mapa natal, então você não deve usar aquela pedra relacionada.
Há alguns versos em sânscrito nos Shastras (escrituras) que são citados com bastante frequência por astrólogos. Mas os versos meramente dizem: “A cor do Sol  é vermelha, a direção é Leste, a natureza é quente, o metal é o ouro, a jóia é ruby... Eles não prescrevem as pedras preciosas como um remédio para qualquer coisa !! O mesmo vale para os versos nos Vedas.

Um verso do Rig Veda diz: "Que o Sol, a quem oramos, e que governa nossa existência, dê-nos o dinheiro necessário e que ele possa proteger o que economizamos para a compra de pedras preciosas ....". Este é apenas um pedindo para a prosperidade de forma que se possa comprar ouro e pedras preciosas como rubis, etc., e não é uma prescrição remedial para qualquer coisa!

Além disso, ninguém sabe em que base prescrever as gemas. É para as falhas no mapa de nascimento, ou para Dashas ruins (períodos planetários) ou para efeitos de trânsito ruim ou para uma finalidade específica? Suponhamos o Saturno é maléfico no seu mapa e eu quero prescrever uma jóia para você. E se o Saturno é maléfico para a sua saúde, mas é benéfico para a sua carreira? Tá, aí eu prescrevo a Safira para você porque você vai lhe beneficiar na sua carreira. Mas aí você descobre que tem uma doença nos ossos. De que vai lhe adiantar ter uma carreira de sucesso nessas condições?

Eu, particularmente, não quero ser responsável por isso. 

Vamos ver com um planeta benéfico. Então, no exemplo acima, eu vi que seu Saturno é maléfico por isso vou usar um benéfico para contra agir os efeitos do Saturno. Vou lhe recomendar a Safira ou o Topázio amarelo que é a pedra de Júpiter. 

Aí 1 ano depois você vem pra mim dizer que está com câncer  no fígado (Júpiter rege câncer e o fígado). De que adiantou o dinheiro que você gastou para tal jóia. 

Como vocês podem observar, eu acredito no poder das pedras. 
Tudo neste Universo emite vibrações. Inclusive pedras. Aliás, quanto mais “limpa” for a pedra (sem defeitos internos, falhas, etc.), maior força ela terá. O tamanho também importa. 

Eu não sou contra pedras preciosas. Na verdade, eu as amo! Adoro pedras de todos os tipos. Tenho Vênus em Sagitário!
Eu adoraria recomendar as pedras nas minhas consultas!
Mas não posso porque não sei como recomendá-las. Não existe lugar nenhum (legítimo) onde eu possa encontrar informações que me guiem como recomendá-las. 

Nos Shastras diz, sobre os yogas planetários, por exemplo, se um planeta estiver nesta casa e este outro planeta estiver fazendo aspecto assim assim assado, este yoga é formado. Daí a pessoa vai ser rica ou irá se beneficiar através dos filhos, e assim vai. 
Mas não existe instruções de como calcular o tamanho, etc., de uma pedra relacionada com qualquer planeta. 

Mas tudo isso não quer dizer que não existem métodos remediais para os efeitos maléficos de um ou mais planetas.

Existem sim. E estes são os Mantras, Yantras e Yagyas. 

E estes sim ESTÃO citados nas escrituras como métodos remediais para efeitos maléficos no mapa astrológico.

Para saber mais sobre Mantras, Yantras e Yagyas, clique no seguinte link:


Afinal, meu intuito é promover os ensinamentos que promovem a paz e o bem estar interno. E evoluir a consciência. 

Não sou contra o uso de pedras preciosas e jóias. Mas não sou a favor de receitá-las como métodos remediais ou como muitos dizem, corretivos, para ninguém. 

Um abraço carinhoso em todos.

Namastê, 

~ Shakti