OS PLANETAS - GRAHAS


OS PLANETAS


Os elementos mais básicos da Astrologia Védica são: os 9 Planetas ou Corpos Celestes, os 12 Signos do Zodíaco e as 12 Casas do Mapa.  Em Sânscrito, os Planetas são "Grahas". Os 12 Signos do Zodíaco são chamados de "Rashis" e as Casas são chamadas de "Bhavas" ou "Sthanas". Os 9 Planetas usados na Astrologia Védica são o Sol, a Lua, Marte, Mercúrio, Júpiter, Vênus, Saturno, Rahu e Ketu. Estes são conhecidos em Sânscrito como Ravi ou Surya, Chandra, Mangal ou Kuja, Budha, Guru, Shukra, Shani, Rahu e Ketu.

Você nasceu em uma destas bolas giratórias. As influências de todas as partes do Universo moldaram sua aparência em todos os níveis. Você, como eu, dependemos da natureza em que vivemos para nos manifestarmos; se o Sol parasse de brilhar, eu, você e todo mundo morre, ponto final. Assim mesmo, somos dependentes de muitas coisas que não estamos conscientes.

Os Planetas são os significadores que expressam o desdobramento de todas as coisas no Universo, ler e compreender a dança deles é ler o plano de desdobramento de todas as coisas, o plano do Universo, a Luz de Deus ou o Jyotish.

SOL SURYA RAVI 𓇳

SURYA DEVA
Palavra-Chave: Energia da alma (Atma), Ego, confiança, consistência, força, crescimento e desenvolvimento individual, aparência, grandiosidade, individualidade, auto-estima, posição social, determinação, pai, governo, chefes, rei, a base sustentadora, resistência a doenças, sistema circulatório ou coração, olhos, calor, febre, seco, estômago, digestão, Pitta (Ayurveda).

O Sol é o centro do nosso Sistema Solar usado na Astrologia Védica. Por isso, o Sol rege todos os tipos de coisas centrais, como o governo central, a pessoa centralmente poderosa em uma organização e assim por diante. Em nós mesmos, o Sol rege nosso centro, que é a nossa alma.

O Sol é a fonte de luz para todos os outros Planetas e seres, então o Sol rege  nosso centro de energia na Astrologia. Como fonte de energia no Universo, a partir da posição do Sol em nossos Mapas, julgamos o nosso nível de energia.

O Deus Sol é o pai dos grandes reis da antiga história védica. Em um Mapa, um Sol fortemente posicionado dá a capacidade de liderar e ser vigoroso. Como não podemos viver sem o poder do Sol, assim acontece na vida, nada pode viver sem o poder do Sol. Se uma pessoa tiver um Sol muito forte em seu Mapa, terá dificuldades em subordinar-se aos superiores. Pessoas com Sol forte tendem a aparecer como líderes por sua própria força.

O Sol é dono do Signo de Leão. Leão é, portanto, investido com os poderes do Sol. Como o Rei, o Sol, é independente, faz as leis e, portanto, está, de muitas maneiras, acima da lei, encontramos qualidades de independência e liderança de Leão. Os Planetas colocados em Leão assumem essa natureza: independência e liderança ou força de vontade. O caminho de um Leão, o símbolo de Leão, é o de “dominar ou esquece”. Um Leão domina algo ou se afasta. Os Leões não se rendem e não se entregam a nada, portanto eles são "o rei da selva".

O Sol é considerado como um Planeta “maléfico” em Jyotish (Astrologia Védica). Maléfico significa “negativo” ou “perigoso”. Por que é que o Planeta central, aquele que representa a alma, é considerado como "ruim"? Isto é porque a Alma, em um certo sentido, não pertence aqui. A Alma é, em última análise, destinada a estar no mundo espiritual. No entanto, aqui, a Alma é superada pelo sentimento de separação e independência e, portanto, é uma entidade “maléfica” em si mesma. A lei aqui é que um ser vivo vive à custa de outro. Nossa própria presença aqui como Almas tem um efeito maléfico em outros seres vivos sempre. Estamos aqui para aprender realizando nossas campanhas pessoais, um tanto egoístas, de continuação de auto-serviço de nossas vidas. Nossa presença aqui nos coloca em contato com elementos que nos dão dor. Então, o Sol, ou a Alma, está em uma posição um tanto negativa, enquanto estivermos aqui, não liberados, neste mundo material.

O Ego é um maléfico, porque geralmente é separado da Suprema Inteligência. Nós sentimos que somos alguém, mas esse alguém é um nada. Somos escravos humildes de Deus, mas muitas vezes nos sentimos como outra coisa. Isso é falso Ego ou Ahamkara. Em Sânscrito, hankara significa Ego, mas colocar um “a” antes de qualquer palavra sânscrita significa o oposto. Então, hankara significa Ego, e Ahamkara significa o não-Ego, ou Ego irreal, o falso Ego.

Em muitas canções e poemas devocionais em Sânscrito, a palavra Ahamkara é usada. Esta palavra é uma das favoritas dos Santos dos Tempos Antigos, porque eles gostavam de resumir o Ego ilusório de uma pessoa neste mundo em uma palavra fácil. Essa é a palavra deles, Ahamkara, e é regida pelo Sol em Jyotish.

A posição do Sol em nosso Mapa representa onde nosso falso Ego se manifestará. A posição do Sol em nosso mapa representa uma área da vida que teremos de enfrentar, a fim de nos livrarmos do apego em preparação para a libertação do cativeiro e do sofrimento. Libertação ao Mundo Espiritual é algo que queremos e desejamos. Mas nossos apegos e anseios aqui nos manterão. Nós temos que nos tornar humildes. O Sol promove a não-humildade ou orgulho. O orgulho é o inimigo do espiritualista. Assim, o Sol, embora seja o nosso ponto de partida para estar aqui nesta vida, está, no entanto, nos apegando também. Saturno, o inimigo do Sol e oposto em muitos aspectos, rege a humildade.

Em Jyotish, o Sol rege as coisas centrais, as coisas poderosas, as coisas, que têm força de caráter, coisas que são essenciais, bem como coisas arrogantes e coisas que podem queimar e dominar. Os sábios védicos consideram o Sol um maléfico, mas a maioria dos ocidentais o consideram um grande benefíco, porque os ocidentais, por formação, são agressivos e apóiam um Ego forte no indivíduo. Portanto, tenha em mente que o Sol é considerado um maléfico, principalmente por razões que não são compreendidas, nem atraem, para a mente ocidental antes de sua infusão com a Filosofia Espiritual do Estilo Védico. 

LUA CHANDRA ☽

CHANDRA DEVA

Palavra-Chave: Emoções, mente, mãe, compreensão, favores, afluência, intuição, intuito, sublime, memória, imaginação, fertilidade, feminismo, líquido e coisas que fluem, sensitividade, doçura, cheio e vazio (como as mares), desejo de mudança, novas experiências, ações rápidas, receptividade, sentimentos, própria casa, origem, bom sono, Kapha ou Vata (Ayurveda).

De todos os Planetas, a Lua está mais próxima de nós e reflete a luz do Sol. A Lua é o Planeta mais visível de todos, para nós aqui na Terra, porque podemos olhar para ela tão facilmente não queima nossos olhos, nem se esconde na profunda escuridão do espaço, como os outros. Em vez disso, a Lua é próxima e pessoal, mostrando-se completamente a nós. A Lua é de fato muito querida, empática e amistosa. É leve é  agradável. E todo mês ela também mostra todo o seu brilho majestoso.

A Lua é o reflexo mais proeminente da luz central do Sol. Portanto, a Lua rege o reflexo mais óbvio da nossa Alma para o mundo que nos vê, e essa é a nossa mente como seres conscientes. Não é só o nosso corpo, ou a nossa pele, ou o nosso cabelo que nos torna quem somos como pessoas, mas tão importantemente. Como também não só o nosso conhecimento, mas também nossas emoções. Nossa atitude, como reagimos na vida ou interagimos com a vida, em um nível emocional, é o aspecto mais importante e influente de nós mesmos, o que reflete para os outros.

A Lua rege a mente, as emoções, a amamentação, a maternidade e o Eu coletivo. Uma Lua recebendo qualquer aspecto maléfico, molda grandemente a personalidade na direção da aflição, seja a dureza de caráter, a tristeza da mente ou uma natureza raivosa e agressiva. Da mesma forma, as influências benéficas sobre a Lua em um Mapa, ou uma Lua bem posicionada, poderíamos também dizer, conferem os reflexos de estabilidade, paz de espírito, inteligência emocional e assim por diante.

A Lua é considerada também, na Astrologia Védica como "o outro Lagna", o que significa que, como normalmente tomamos o Signo contendo o Ascendente como a 1ª Casa, também podemos levar o Signo onde a Lua está como a 1ª Casa e ler o Mapa da pessoa dessa maneira também. Este é um princípio muito importante em Jyotish, porque quem comanda o corpo (Ascendente) é a mente (Lua), que é controlada pelo Ego (Sol).  Só que não é tão superficial assim. É um pouco complexo e explicarei melhor em um outro artigo futuro.

A Lua é um Planeta muito Importante na Astrologia Védica, porque detém esse posto especial de ser tão sensível quanto o Ascendente. Aflições a estes dois, o Ascendente (Lagna) e a Lua, são muito fortes formadores de caráter e eventos. Seu corpo, sua saúde, sua mente e seus dons desde o nascimento são ditados em maior grau por esses dois. A Lua é um dos dois pontos principais em um Mapa que deve ser examinado corretamente e com cuidado.

MERCÚRIO BUDDHA ☿

BUDDHA DEVA
Palavras-Chave: Jovem, mente (pensamento), aprendizagem rápida, capacidade de aprendizado, educação, escrita, discriminação, leitura, lógica habilidade racional, ações, fala, audição, comunicação, atividade intelectual, amigos, parentes, a vontade de pensar em tudo, pensamento critico, ciências, matemática, contabilidade, astrologia, comedia, doenças mentais, paralisias ou problemas do sistema nervoso. Vata (Ayurveda).

Mercúrio é o Príncipe da Corte. Seu pai é o Rei ou o Sol, e Mercúrio é apenas um menino. Já que esse menino é o Filho do Rei, ele recebe um monte de respeito, e o Rei o usa-o como o mensageiro para correr pra qualquer lugar para entregar ou receber alguma mensagem, porque são estas mensagens que o Rei usará para determinar seus próximos atos. Mercúrio está sempre sobre a influência do Sol, o que muda é a intensidade desta influência. 

Mercúrio é jovem e causa juventude ou imaturidade Casa em que reside em um Mapa. Mercúrio é o negociador, portanto, ele rege em nós a capacidade de sermos diplomatas, negociadores e até bons mentirosos. Mercúrio rege todos os tipos de comunicação, falada e escrita, inclusive a mídia e o meio em que as informações estão sendo passadas.  Um bom Mercúrio em Mapa faz carreiras onde falar, estudar, pensar, escrever e outras questões relacionadas ao pensamento acadêmico são necessárias. Um Mercúrio ruim pode resultar um problema cognitivo, ou excêntrica no funcionamento mental.

Mercúrio, sendo jovem, não é maduro nem está convencido de nada com certeza. Ele é verdadeiramente um menino ingênuo, e por isso, os outros Planetas o influenciam facilmente. Qualquer Planeta dentro de um orbe de 3º de Mercúrio irá influenciá-lo. Então, Mercúrio é chamado de “móvel” ou “mutável”. Isso reflete muito no Mapa. Mercúrio sempre representa a capacidade, de pensar em uma pessoa, a habilidade de processar tudo quanto é informação que recebemos através dos 5 sentidos. Inteligência em Sânscrito é Buddhi. O nome sânscrito de Mercúrio é, portanto, "Buddha".

Um ponto importante sobre cada um de nós é o nosso nível de inteligência. Isto é parcialmente julgado por Mercúrio (assim como Júpiter e outras coisas). A inteligência é influenciada pelo aprendizado, pelo ambiente familiar, e assim, no Mapa, podemos ver todas essas coisas influenciando o Mercúrio altamente influenciável.

Mercúrio é sensível, porque rege uma parte muito importante de nós, nossa inteligência. Se sua inteligência é baixa, não há muito o que alguém possa fazer para ajudá-lo a ter uma vida melhor. Um tolo é um tolo, e não faz sentido dar muitas oportunidades a um tolo. Este é um fato frio e difícil. Quando você capacita um tolo, a única coisa que acontece é mais problema para todos.

VÊNUS SHUKRA♀

SHUKRA DEVA
Palavra-Chave: Relacionamento, habilidade de se relacionar, amor, atração, apego, artigos do amor, riqueza, prazer, conforto, beleza, perfumes, pedras preciosas, jóias, prazer sexual, preguiça, luxo, divertimento, criatividade, artes, música, dança, poesia, diplomacia, cordialidade, receptividade, feminidade, objetos e artigos relacionados à mulher, ciúmes, casamento, festas, luxúria. Para o homem significa a esposa. Vata e Kapha (Ayurveda).

Vênus é chamado Shukra em Sânscrito. Shukra, literalmente, significa "sêmen", mas mais num outro aspecto, significa "coisas refinadas". Vênus rege todos os tipos de coisas refinadas que são desejáveis, como arte, música, flores, amor, beleza, etc. Uma Vênus bem colocada em um Mapa, concederá à pessoa uma vida cheia de coisas boas, tais como as coisas mencionadas acima.
Vênus também é um brâmane (Brahman) ou sacerdote, mas é do tipo "Rakshas" – tradução literária, demônio. Vênus é chamada de Asura Guru. Sura significa povo piedoso e, portanto, Asura significa o "povo ímpio". Vênus é o Guru do lado ímpio em nós, materialista e sempre na busca da gratificação sensorial. Vênus nos dá conselhos sobre como alcançar o sucesso material, enquanto o conselho bramânico de Júpiter é mais da Natureza Divina.

O modo védico de entender a vida e o processo de elevação é tal que os vícios das gratificações materiais são conhecidos como Anartha ou desnecessários. Muito estresse é colocado em gratificações materiais em sociedades ímpias. Então, Vênus é amado, idolatrado e seguido quando a pessoa ou sociedade é do tipo materialista. Para os ocidentais, uma boa Vênus é considerada uma coisa boa, porque ajuda a trazer riqueza material, gratificações dos sentidos e todos os tipos de fortunas materiais. Pessoas famosas, ricas e bonitas geralmente têm Vênus forte, pois essas bênçãos são altamente desejáveis para as massas materialistas, que se entregam a adorar tais “realizações” na vida. As pessoas, em geral, estão muito mais interessadas nas vidas dos ricos e famosos do que nas vidas dos inteligentes e devotados espiritualmente.

Shukracharya (o Mestre de Vênus) é uma personalidade famosa nos Vedas porque ele estava presente em muitas das lutas entre os Rakshasas (seres demoníacos ou materialistas) e os Devas (os “bons” Deuses). Brihaspati, Júpiter, sempre do lado dos Deuses como seu Guru, e Shukracharya sempre do lado dos Rakshasas como seu Guru. Os conselhos desses dois brâmanes, Júpiter e Vênus, são quase sempre opostos e de motivação oposta. Dentro de nós, tendemos a ouvir um mais do que o outro, dependendo onde eles estão no Mapa e sua força, aspectos que recebem, etc.

Enquanto Júpiter tende a dar conselhos que levam à rendição e aceitação dos princípios superiores, de uma Consciência mais elevada e Universal, Vênus dá conselhos, o que funciona para nós no aqui e agora. Júpiter é mais sobre Dharma, ou Verdades, fazer o que é certo, princípios mais elevados, enquanto Vênus é mais sobre Adharma, ou modos egoístas. Mas não é que um é ruim e o outro é bom, é que a prioridade foi estabelecida corretamente. Não é errado ter qualidade material em nossas vidas, ou prazeres, mas eles não devem nos orientar e ditar nossas ações quando os princípios superiores de bondade estão em jogo.

MARTE MANGAL KUJA♂

MANGAL DEVA
Palavra-Chave: Coragem, iniciativa, energia, rapidez, espírito pioneiro, desejo, guerra e guerreiros, irmãos e irmãs, musculatura, estatura baixa, empréstimos, edifícios, feridas, operações, acidentes, cortes, queimas, engenharia e construção, imoralidade, vivendo o momento, olhos, cabelos e pele vermelha, Pitta (Ayurveda).

Marte é o Kshatriya dos Deuses, o Guerreiro. Marte rege agressão, armas, cumprimento da lei, emergências, urgências, armas, energia, súbita, precipitação, raiva, a cor vermelha e coisas relacionadas.

O Sol é o Rei e Marte é o Comandante das Forças Armadas, o General. Marte está sempre em dívida com a vontade do Sol. O General executa as ordens do Rei, Marte está sempre pronto para ser agressivo em nome do Rei. Os soldados geralmente estão lutando por uma causa ou por um governo. Isso ocorre porque os soldados, mesmo os modernos fuzileiros navais dos EUA, por exemplo, derivam suas naturezas pessoal e coletivamente do Planeta Marte, o "Deus da Guerra". Os soldados geralmente têm um Marte forte em seus gráficos.

Há pontos em todos nós quando aplicamos nossa energia, intensidade e velocidade, geralmente para evitar um desastre ou para salvar uma situação, ou se salvar de uma situação. Ele é o “partir pra cima” como resposta. As pessoas com forte influência de Marte, frequentemente, estão envolvidas em acidentes, cortes e coisa do gênero. A arma do soldado mata alguns e salva os outros. É bom estar do lado bom de uma pessoa sob a forte influência de Marte.

Por natureza, Marte não é muito inteligente, a não ser que tenha forte influência de Júpiter ou um bom Sol. Ele não é aquele que bola a estratégia e sim aquele que executa a estratégia.
O Sol é o Rei e Marte, seu General, e Júpiter, seu Guru, ou seu ministro. Estes três Planetas são muito masculinos e amigos uns dos outros. Juntos, eles são o “Trígono de Fogo” dos Planetas, porque cada um deles rege um dos Signos de Fogo; Áries, Leão e Sagitário, e eles sempre trabalham bem juntos.

Se uma pessoa tem uma boa energia de Marte em seu Mapa, ela seguirá as leis e suas ordens, tem muita energia, é rápida quando necessário e geralmente é terrível quando encarada ou enfrentada. Um Marte fraco faz uma pessoa facilmente cansada, nervosa, facilmente irritada e muito reativa e sem foco.

Marte e Vênus são os dois Planetas cujas órbitas cercam a Terra de cada lado. Vênus orbita dentro de nossa órbita enquanto Marte é o próximo Planeta fora de nossa órbita. Vênus rege todas as coisas desejáveis e Marte governa a ação agressiva. Vênus representa o feminino e Marte o masculino. Esses dois cercam a Terra, espremidos no meio da atração apaixonada que esses dois têm um pelo outro. As intensas paixões causadas por esses dois têm a maioria das pessoas na Terra sob suas garras. Na terminologia sânscrita, a maioria das pessoas está na ilusão da luxúria e da paixão.

JÚPITER GURU BRIHASPATI ♃

GURU DEVA
Palavra-Chave: Conhecimento, riquezas, expansão, escrituras, mente elevada, sabedoria, otimismo, muita confiança, desejo de conhecer e melhorar as coisas, conhecimento espiritual, boas ações, adoração, caridade, destino (Bhagya), filhos, educação, religião, filosofia, dinheiro, graça, fígado, gordura, óleos, acumulação de fluidos, esposo, pai, professor. Kapha (Ayurveda).

Júpiter é o Guru dos Deuses. Júpiter é chamado de Guru em Sânscrito. Guru significa pesado, denso, porque ele é “carregado de conhecimento”. Júpiter é também chamado Brihaspati é o nome do Guru de todos os deuses nos Planetas superiores. Ele é o conselheiro, ou professor, dos deuses. A partir dessas designações, derivamos a natureza dos efeitos do Planeta Júpiter.

Em um Mapa, a disposição e o relacionamento de Júpiter determinarão como a pessoa se sente e lida com todas as coisas relacionadas ao conhecimento mais elevado. Um bom e forte Júpiter num Mapa, concederá boas relações e privilégios com os líderes espirituais, ou professores, o direito, o ensino superior, o sistema jurídico, finanças e assim por diante. Júpiter tem laços estreitos com Leis mais elevadas, como as Leis de Deus, as leis da terra e assim por diante. Júpiter encoraja a justiça quando ele é forte.

Júpiter é um Planeta grande e, portanto, domina as coisas grandemente. Júpiter tende a expandir as coisas. Onde quer que ele se sente e onde quer que os aspectos estiverem no Mapa aqueles atributos tenderão a crescer com base na influência de Júpiter. Por exemplo, Júpiter no Ascendente, que rege o corpo, o corpo tenderá a ser grande ou gordo. Quando um bom Júpiter afeta o governo, o dinheiro tende a crescer. Júpiter na 2ª Casa, que rege a fala, tenderá a fazer com que a pessoa fale com frequência, e com um tom de dar conselhos, que é uma das outras tendências naturais de Júpiter.

Gurus e conselheiros são sempre bem-intencionados, então Júpiter é muito generoso e bondoso, e é conhecido como um grande doador ou um grande vencedor. Júpiter é considerado o Planeta mais benéfico, por causa de sua natureza de sempre querer dar e conceder bênçãos. Como as crianças são uma expansão da vida de muitas maneiras, assim como um presente de Deus, Júpiter rege as crianças.

Júpiter é um brâmane, que significa sacerdote. Os brâmanes dão conselhos e orientação de todos os tipos aos outros membros da sociedade, e essa é a tendência de Júpiter, de dar conselhos ou de mostrar o caminho para alcançar os objetivos de alguém.

Por outro lado, um Júpiter mal colocado, pode também dar câncer, diabetes, etc. Ele irá sempre expandir os atributos da Casa onde ele está no Mapa. A qualidade da expansão vai depender do Signo, aspectos, força, etc.

SATURNO SHANI ♄

SHANI DEVA

Palavra-Chave: Tempo e durabilidade, concentração, lições, justiça, o homem comum, idoso, trabalho firme e confiável, a procura da iluminação através da isolação, causa da morte, adversidade e prosperidade, limitações, atrasos, furtos, perdas, introspecção, meditação. Vata (Ayurveda).

Saturno é conhecido por seus anéis. Saturno rege restrições, ou coisas que nos cercam por todos os lados. Todos os tipos de bloqueios, restrições e obstáculos são o lote dominante de Saturno. A aliança é relacionada a Saturno, porque representa uma restrição que impede certos tipos de ações, ou seja, cortejar outros cônjuges e, portanto, o anel é um símbolo de um bloqueio, prisão, ou restrição.
Saturno é o Planeta mais externo no esquema védico das coisas, e por isso tem "a última risada". Saturno é final, sendo o último. Fim. Saturno rege todos os tipos de coisas finais, ou coisas, que são intransponíveis. Saturno é "a linha de fundo" em muitos aspectos. Portanto, Saturno rege a Morte assim como o Tempo Inconquistável. Todas as coisas decaem com o tempo e Saturno rege essa decadência ou os efeitos da velhice. Saturno é velho, o trabalhador, o oprimido.

Saturno rege as cores azul e preto, que são semelhantes à seriedade, frieza e finalidade. As coisas ficam escuras quando estão mortas, quando a cor da vida se foi. O céu é azul ou preto porque a distância a que olhamos quando olhamos para o céu é sempre intransponível, sendo uma distância tão grande. Quando olhamos para o outro lado da Terra, as árvores à distância são mais “acinzentadas” do que as árvores mais próximas, porque essa distância, sendo insuperável, assume os efeitos embotados (adoro usar o dicionário de sinônimos) de Saturno. Se algo é confuso ou impreciso, é porque está “fora de alcance" e isso é Saturno novamente.

Quando Saturno afeta uma Casa ou o Planeta em um Mapa, então “o fecha” até certo ponto, por meio de um forte poder opressor. Saturno tem a capacidade de oprimir qualquer coisa. Quando existe aspectos da Lua, ou Mente, a pessoa sente os efeitos de Saturno em sua mente, o que basicamente leva à uma perspectiva de vida pessimista.

Saturno é grande e lento, e por isso rege tais coisas. Grandes coisas lentas causam muita pressão e o mesmo acontece com Saturno. Quando Saturno afeta algo, ele diminui a velocidade, o coloca sob pressão e, por fim, o esmaga sob seu tremendo peso e poder restritivo. Do lado bom, essas coisas dão a habilidade do foco, determinação, completar, finalizar o que começou. O foco é uma coisa interessante, e nesse caso significa aplicação de pressão para um determinado objetivo. Saturno pode fazer coisas que precisam ser altamente focadas ou controladas, o que às vezes é uma qualidade muito boa.

Por causa de todas essas coisas, Saturno é considerado um “maléfico de primeira classe”, ou em outras palavras, um Planeta capaz de causar grandes danos. Mas isso é falado do ângulo da visão materialmente orientada. Materialmente falando, Saturno é geralmente maléfico, exceto quando sua redução e capacidade de esmagamento são utilizadas produtivamente. No mapa, pode ajudar contra os inimigos do nosso progresso material. Por exemplo, se Saturno está situado de tal forma a esmagar a 12ª Casa, ou a Casa das perdas, então nossas perdas são esmagadas, o que significa que não perdemos tanto.

Saturno quer finalizar as coisas pendentes. Ele quer resolução para que haja progresso. Ele é o Planeta do Karma, da qualidade de tudo que é ação que gera mais Karma, reação.

Mas Saturno tem outro lado bom. Considere o diamante, esta pedra refinada é criada a partir de carvão preto sob grande pressão por um longo tempo. Saturno rege carvão, pressão e longos períodos de tempo. Então, Saturno cria o diamante (Vênus), que é muito bonito e extremamente duro.

Quando uma pessoa está sob uma influência forte de Saturno, ela eventualmente se torna bela, mas dura, ou brilhante, mas forte. As provas e batalhas que Saturno nos ensina lições difíceis porque não ficam só no mundo abstrato da mente. São lições onde os ensinamentos de Júpiter precisam ser literalmente aplicados nos nossos comportamentos e ações.

Saturno é: “Não podemos correr e não podemos nos esconder, porque quando encontramos o que temos medo, descobrimos do que somos feitos.”

Por isso, Saturno nos torna fortes, colocando-nos à prova por um período de tempo suficientemente longo para desenvolvermos músculos e força de vontade.
Portanto, Saturno rege as pessoas genuinamente espirituais, que é forte em princípio, inflexível, renunciado de motivações materiais e assim por diante.

Saturno rege os trabalhadores, ou Shudras, como dizemos em sânscrito. Isso é porque ele rege todas as coisas desvalorizadas e difíceis. As coisas, que são frias, escuras, duras e criadas sob pressão, são regidas por Saturno, como o metal como o ferro, ferramentas do trabalho duro. Porque ele é um homem velho, ele rege coisas antigas.

RAHU NODO NORTE ☊ 

RAHU

Palavra-Chave: O próprio destino material, Karma material, toxicidade, condições crônicas, qualidades que irão se desenvolver durante a vida, ligações, influência estrangeiras, decepções, desilusões, obsessão, epilepsia, loucura, roubos, Terra, prosperidade, diplomacia. Vata (Ayurveda).

Rahu não é um Planeta real, uma bola no espaço rodando, como os outros Planetas, mas um ponto no espaço que é de grande influência. Os nós Rahu e Ketu estão sempre opostos um ao outro no Zodíaco. Eles são calculados a partir das órbitas do Sol e da Lua em relação à Terra. Eles são pontos de alinhamento gravitacional. Eles fazem a Lua realmente balançar em sua órbita.

A história nos Puranas que conta a criação de Rahu e Ketu é resumida assim: Houve uma festa para os Deuses e estavam todos lá. Em tais festas, os deuses bebiam SomaRasa, ou a bebida da "imortalidade" (que na verdade é só um sentimento que cria neles, porque eles são imortais). Havia um Rakshas, ou demônio, chamado Rahu, que queria um pouco daquela bebida cobiçada. Então, disfarçando-se de deus, Rahu se misturou na festa. Acontece que ele sentou-se entre o Sol e a Lua. Quando a taça de Soma foi passada, finalmente chegou a Rahu, que a colocou nos lábios. Naquele momento, a Lua reconheceu quem ele era e alertou o Sol. O Sol alertou Vishnu, que utilizou seu Sudarshan Chakra para cortar a cabeça de Rahu imediatamente. A cabeça de Rahu voou, mas tocou a bebida, então ele conseguiu um impulso positivo para uma vida longa. Considerando que, o corpo de Rahu ficou morto. O corpo agora é chamado Ketu. Posteriormente e até hoje, a cabeça e o corpo de Rahu flutuam no espaço para sempre tentando perseguir e prejudicar o Sol e a Lua. Quando há um eclipse, ele representa o Sol ou a Lua entrando na boca de Rahu, depois saindo do pescoço dele novamente.

É um fato científico que, quando a Lua se aproxima dos nós, é uma órbita real que balança devido à atração gravitacional. Então, quando em um Mapa, vemos que a pessoa nasceu em um momento em que a Lua estava perto de um dos nódulos (Rahu ou Ketu), a mente fica perturbada, já que a Lua rege a mente. Este é um fato. Centenas de Mapas me mostraram repetidamente este fato. Como os nós ocupam dois Signos, aproximadamente, um sexto da população tem isso. No entanto, é mais forte quando a Lua está realmente perto do Nodo, ou em outras palavras, quando os dois estão dentro de 5º um do outro.

A natureza de Rahu é de fúria, transtornos, ansiedade, e outras coisa que sentiríamos se tivéssemos nossas cabeças cortadas bem quando estivéssemos pegando algo que queríamos. Pense nisso: Apenas quando você está prestes a conseguir o que você sempre quis, alguma coisa vem arruinar totalmente seus planos. Mas, o segredo é este: qualquer um que é morto pela arma de Vishnu também é altamente beneficiado espiritualmente, então isso acontece em nossas vidas também. E por eles não serem físicos, eles agem no nosso subconsciente.

KETU NODO SUL ☋

KETU
Palavra-Chave: Envolvimento místico, sem limites, perverso, desvinculação, separação, pobreza, hipersensitividade, surpresas, mudanças, acidentes, reorganização, qualidades desenvolvidas na ultima vida.

Ketu é o corpo morto do demônio astuto, morto por Vishnu. Ketu rege cortes, perdas e morte. Rege renúncia, sem atas, desapegos sentimentos de não pertencer. Ketu rege os renunciados, os Sannyasis, porque eles voluntariamente desistiram e largaram de tudo material.

Onde quer que Ketu esteja em um Mapa, lá encontraremos o efeito vácuo do buraco negro. Parece sempre um buraco que quereremos tapar para satisfazê-lo. O resultado é o sentimento de muita falta nas nossas vidas daqueles atributos da Casa onde ele está no Mapa. Por isso, muitos dizem que Ketu rege separações e privações.

Para aqueles com inclinação espiritual, Ketu é muito bom e, para o materialista, muito ruim. É bom para os espiritualmente conscientes porque rege a liberdade da escravidão. Quando o corpo de Rahu foi separado de sua cabeça, o corpo não estava mais sob a influência da mente de Rahu, e assim estava livre. Ketu representa a maior liberdade de nós mesmos, nossa libertação espiritual. Ketu é final nesse sentido.

No pensamento védico, a liberação, chamada Mukti ou Moksha é considerada a meta mais alta da vida. Depois de esgotado todo o nosso papel material, devemos buscar a liberdade dos nosso apego material e a identificação errônea com estas. Ketu é o Moksha Karaka ou significador do Moksha em nossos Mapas.

E você? Onde estão os Planetas no seu Mapa Natal? Como eles te afetam? E como utilizar suas influências de forma produtiva que resulta no seu autodesenvolvimento e menos sofrimento?

Marque sua consulta comigo aqui mesmo. Não importa pelo que esteja passando. Sempre tem um jeito de tornar a situação ao seu favor.

     ૐ
~Shakti 🙏🏼


AGENDE SUA CONSULTA AQUI